Publicado em Deixe um comentário

Receitinhas para você fazer com seu filho

Que tal colocar seu filho para te ajudar a fazer o lanche da tarde? As crianças vão adorar participar da cozinha. Aqui vão algumas ideias de receitas divertidas e fáceis para fazer a participação da criançada.

Bolo de Caneca de Chocolate no micro-ondas

Ingredientes:

– 2 ovos

– 1/2 xícara (chá) de açúcar

– 3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina em temperatura ambiente

– 3 colheres (sopa) de leite

– 3 colheres (sopa) de achocolatado em pó

– 1 xícara (chá) de farinha de trigo

– 1/2 colher (chá) de fermento em pó

– Margarina e farinha de trigo para untar

Modo de preparo:

Em uma tigela, misture os ovos, o açúcar, a manteiga e o leite. Adicione a farinha e o achocolatado peneirados e misture bem. Acrescente o fermento e misture delicadamente. Despeje a massa até a metade da capacidade de uma caneca de 250ml e leve ao forno micro-ondas, em temperatura média, por 3 minutos. Deixe descansar por 5 minutos. 

Rendimento: 4 porções 

Espetinho de frutas com chocolate

Ingredientes:

– 1 banana-nanica cortada em 6 pedaços

– 6 morangos

– 6 uvas sem caroço

– 6 cubos de abacaxi

– 170g de chocolate ao leite picado

– 1 caixa de creme de leite (200g)

Modo de preparo:

Intercale as frutas em espetinhos de madeira para churrasco e reserve. Derreta o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas e misture o creme de leite até ficar homogêneo. Mergulhe o espetinho na ganache e escorra o excesso. Sirva os espetinhos em seguida, acompanhados do restante do chocolate derretido. 

Rendimento: 6 porções 

Muffin de Misto Quente

Ingredientes:

– 3 fatias de pão de forma sem casca.
– 5 fatias de queijo mozzarella.
– 5 fatias de presunto.
– 1 colher (café) de orégano.
– 2 ovos.
– ½ lata (ou caixinha) de creme de leite sem soro.
– Sal, pimenta-do-reino e salsinha a gosto. 

Modo de preparo:

Pique o pão em cubos. Corte em pedacinhos o presunto e a mozarela e junte com o pão. Misture os ovos com o creme de leite e o orégano. Tempere com sal, pimenta-do-reino e salsinha. Junte aos demais ingredientes. Coloque em forminhas para cupcake ou forminhas de empada. Leve para assar em forno preaquecido em 180ºC por aproximadamente 10 a 20 minutos (depende do seu forno).
Rendimento: 6 unidades. 

Pão de Queijo de Liquidificador

Ingredientes:

– 1 ovo.
– 1/4 xíc. (chá) de óleo (60ml).
– 1/2 xíc. (chá) de leite (120ml).
– 4 fatias de queijo muçarela.
– 1/2 xíc. (chá) de queijo parmesão.
– 1 col. (chá) de sal.
– 1 xíc. (chá) de polvilho (pode ser doce ou azedo, mas se puder, use meio a meio).

Modo de preparo:

Bata tudo no liquidificador. Unte uma forma de cupcake com óleo, preencha 2/3 de cada cavidade da forma e leve para assar em forno preaquecido em 180ºC até dourar levemente por cima (aproximadamente 25 min).
* Pode ser congelado depois de frio por até 3 meses. 

Publicado em Deixe um comentário

Filmes Especiais para Ver em Época de Natal

O Natal chegou! Por isso, preparamos esta lista com filmes de Natal dos mais diferentes gêneros cinematográficos para você assistir sozinha, com a família ou com os amigos e entrar no clima festivo que só o fim do ano pode trazer.

  1. O Natal de Ângela

Conta a história de uma garotinha, que resolve “raptar” o Menino Jesus de um presépio por uma boa causa: ele está nu, e ela pretende aquecê-lo do rigoroso inverno. Essa linha narrativa, simples e singela, conduz o filme em uma jornada comovente.

2. Olaf em uma Nova Aventura Congelante de Frozen

É a primeira temporada de festas de fim de ano desde a reabertura dos portões e Anna e Elsa organizam uma festa para toda a Arendelle. Porém, quando as pessoas da cidade saem cedo da comemoração para desfrutar seus costumes próprios, as irmãs percebem que não possuem tradições familiares. No entanto, Olaf quer tentar mudar essa situação e trazer um Natal feliz para as meninas. Ele decide viajar pelo reino para trazer para o castelo as melhores tradições locais.

3. Feliz Natal Madagascar

Quando Papai Noel e suas renas caem na ilha de Madagascar, somente Alex, Marty, Gloria, Melman e aqueles pinguins malucos podem salvar o Natal. Prepare-se para um trenó cheio de gargalhadas, neste hilariante e novo clássico natalino.

4. O Expresso Polar

Com o passar dos anos, um Menino cada vez mais deixa de acreditar na existência do Papai Noel. Quando chega a véspera de Natal, ele ainda tem esperanças de que o bom velhinho apareça e fica na expectativa a cada barulho estranho que ouve dentro de casa. Depois de se decepcionar algumas vezes, o garoto fica absolutamente impressionando ao ver uma imensa locomotiva parada bem na frente de sua casa. O Expresso Polar chega com o Condutor, que convida o Menino para uma viagem ao Polo Norte. Inicialmente desconfiado, ele acaba concordando e embarca no trem, onde conhece outras crianças. Eles terão a mais surpreendente e mágica experiência de suas vidas rumo à terra do Papai Noel.

5. O Estranho Mundo de Jack

Jack Skellington é um ser fantástico que vive na Cidade do Halloween, um local cercado por criaturas fantásticas. Lá todos passam o ano organizando o Halloween do ano seguinte mas, após mais um Halloween, Jack se mostra cansado de fazer aquilo todos os anos. Assim ele deixa os limites da Cidade do Halloween e vagueia pela floresta. Por acaso acha alguns portais, sendo que cada um leva até um tipo festividade. Jack acaba atravessando o portal do Natal, onde vê demonstrações do espírito natalino. Ao retornar para a Cidade do Halloween, sem ter compreendido o que viu, ele começa a convencer os cidadãos a sequestrarem o Papai Noel e fazerem seu próprio Natal. Apesar de argumentos fortes de sua leal namorada Sally contra o projeto, o Papai Noel é capturado. Mas os fatos mostrarão que Sally estava totalmente certa.

6. Shrek Bate o Sino

Shrek e Fiona estão tentando aproveitar o máximo possível sua vida de casados com seus três filhos. Mas aparece o Burro, todo animado com o Natal, e fica perturbando Shrek, que insiste que na sua casa,ninguém liga para o Natal, mas quando começa a nevar, aparece logo Fiona, toda alegre com seu primeiro natal em família com Shrek e seus filhos. A partir daí, Shrek corre muito para conseguir aprontar a festa a tempo, mas aparece Burro, Pinóquio, o Gato de Botas, os três Porquinhos, o Lobo Mau, o Biscoito, os três Ratinhos Cegos e o Dragão Fêmea (esposa da Burro) na noite de natal na casa de Shrek para estragar sua festa, e isso deixa o ogro cheio de raiva.

7. Esqueceram de Mim

Quando o levado Kevin McCallister, de oito anos de idade, não se comporta na noite anterior de uma viagem da família para Paris, sua mãe o faz dormir no sótão, e ele deseja que sua família não estivesse em casa. Após os McCallisters irem para o aeroporto sem Kevin, que acorda e acredita que o seu desejo de não ter família se tornou realidade, ele percebe que dois vigaristas planejam roubar a residência. Sozinho, ele precisa proteger a casa da família destes atrapalhados ladrões.

8. Um Faz de Conta Que Acontece

Skeeter Bronson é funcionário de um hotel, e logo descobre que as histórias que conta para seus sobrinhos se tornam realidade. Na esperança de aproveitar o misterioso fenômeno, Skeeter acaba cometendo vários erros, e as contribuições inesperadas das crianças viram a vida de Skeeter de cabeça para baixo.

9. O Grinch

O rabugento Grinch faz de tudo para acabar com o Natal dos cidadãos de Quemlândia. Seu plano é roubar das pessoas tudo que tenha ligação com a data, até que a menina Cindy Lou Who resolve ficar amiga dele.

10. As Crônicas de Natal

O presente de natal das crianças ao redor do mundo está em risco. Isso porque os irmãos Kate e Teddy Pierce fizeram suas travessuras. Empenhados em flagrar o exato momento da chegada do Papai Noel, os dois se acomodaram em seu trenó e, acidentalmente, danificaram o veículo.

Agora é só escolher um desses filmes, pegar a pipoca e dar play nas festividades!

Publicado em Deixe um comentário

Fatores que podem estar atrapalhando a alimentação do seu filho

Entenda melhor alguns motivos que podem dificultar a alimentação do seu filho e melhore a hora das refeições.

1. Ausência de rotina

É importante para a criança ter uma rotina alimentar, assim como uma rotina para a hora de dormir. Nosso organismo funciona em ciclos, assim vamos o ensinando a hora de almoçar, de jantar, de dormir. Até porque, quando a criança é muito pequena, ela acaba não tendo discernimento com o que está sentindo, se é fome ou sono, assim a rotina irá ajudá-la a reconhecer melhor.

2. Lanches entre as refeições

A criança que fica beliscando durante a manhã, acaba não comendo direito na hora do almoço. Claro que é importante ter lanches durante o dia, como um no meio da manhã e outro a tarde, para que a criança não fique muitas horas sem comer, mas sem exageros. Senão, o que vai acontecer é a criança não querer comer nas refeições maiores e importantes, ou então comer sem fome ou quando estiver satisfeito, e não acostumando seu organismo a reconhecer quando está com fome ou não e quando é o momento certo das refeições.

3. Celular, TV e outras distrações

Manter a criança entretida com desenhos animados ou vídeos na internet na hora da refeição pode ser um artifício para distraí-la e fazer com que ela coma. Porém, dessa forma, ela não estará atenta ao que e nem o quanto está comendo. Além do que, ela está sendo exposta a inúmeras propagandas de fast-foods e comidas industrializadas. Já foi visto anteriormente, que quanto maior o tempo de TV, maior o risco de obesidade infantil. Portanto, deixe esses tipos de distrações para outros momentos.

4. Porções muito grandes

O estômago quando está vazio fica mais contraído e a medida que vamos comendo, ele dilata. Sendo assim, não precisa encher muito o prato de seu filho, muito menos o obrigando a comer tudo. Mesmo que a criança coma tudo, ela pode ficar desconfortável depois, além de atrapalhar a percepção de saciedade dela.

5. Tomar líquido durante as refeições

Se a criança ficar bebendo muito líquido antes da refeição, ou mesmo durante, ela não vai querer comer o suficiente, pois não irá ter espaço no estômago para tudo isso. O melhor é deixar a bebida para o final, e de preferência água.

6. Comer sozinho

Já foi visto em diversos estudos os benefícios das refeições em família. Crianças que comem com os pais, costumam comer mais vegetais, alimentos ricos em vitaminas e fibras. Eles vão seguir o exemplo dos adultos, por isso incentive o hábito desde cedo, coloque o bebê para comer no cadeirão junto a mesa.

7. Lanche no lugar de comida

Nada de oferecer lanches para a criança, como leite ou biscoitos, caso ela rejeite o almoço. Explique que cada refeição tem seu horário e que o lanche é só a tarde. Senão, ela vai achar que poderá substituir as refeições por lanches ou pela mamadeira.

Publicado em Deixe um comentário

Vacinação: dúvidas mais frequentes na hora de vacinar os pequenos

Desde os primeiros dias de vida, as vacinas fazem parte da rotina de crianças, afinal é muito
importante mantê-las sempre atualizadas. Porém, esse momento sempre pode gerar muitas
dúvidas nos pais, por isso, resolvemos dar uma ajuda aos papais de plantão.

  • É possível dar mais de uma vacina no mesmo dia?

Sim, não há problema nenhum pois o sistema imunológico não é sobrecarregado. Inclusive, bebês e
crianças pequenas costumam tomar vacinas com mais frequência, então acaba sendo mais prático
para os pais dar várias de uma só vez.

  • A criança com gripe pode ser vacinada?

Isso vai depender do estado da criança. Se ela se mostrar bem, como brincando e comendo
normalmente, não há problema. Agora, se ela estiver mais prejudicada, se apresentar febre, por
exemplo, é melhor evitar. Isso porque, caso algum sintoma piore, será mais complicado para o
médico identificar se é devido à doença que a criança já apresentava, ou se foi por causa da
reação da vacina.

  • A vacina pode ser tomada se a criança estiver tomando alguma medicação?

Não há nenhuma contraindicação, principalmente se a criança estiver fazendo tratamento com
antibióticos, antialérgico ou até corticoides.

  • A criança pode tomar algum remédio antes da vacina para evitar possíveis desconfortos?

Não é recomendado o uso de medicamentos como profilaxia. Já foi visto que eles podem
atrapalhar a resposta imunológica das vacinas.

  • O que acontece se houver atraso para a aplicação de alguma outra dose da vacina?

Se a vacina tem o esquema de mais de uma dose, enquanto todas não forem tomadas
corretamente, a criança não estará protegida. É importante vacinar seu filho corretamente para
que ele fique protegido contra qualquer doença.

  • Quais os sintomas comuns a reação a vacina?

Além de febre, o local da picada pode apresentar vermelhidão, dor e calor. No dia da vacina, a
criança pode ficar mais irritada e chorosa. Você pode dar algum analgésico que o pediatra tenha
recomendado e também fazer uma compressa com água fria no local.

Publicado em Deixe um comentário

Mitos e Verdades sobre o Sono do seu Bebê

Para a grande maioria dos pais, a hora de colocar o bebê para dormir é um momento mais complicado que requer muita prática e paciência, além de sempre surgirem muitas dúvidas. Não existe fórmula mágica para a hora do sono do bebê, somente métodos e dicas que correm por ai, e alguns podem ser que funcionem para o seu bebê, outros não. Se precisar, converse com seu pediatra, muitas vezes ele será a pessoa que irá te orientar melhor. Para poder sanar algumas dúvidas comuns, listamos posteriormente mitos e verdades sobre o momento do sono do bebê.

MITOS:

  1. Todo bebê aprende a dormir sozinho. Sob o mesmo ponto de vista, a neuropediatra Márcia Pradella, do Hospital Sírio-Libanês, diz que apenas 10% dos bebês desenvolvem a capacidade de adormecer sozinhos, os demais têm que ser ensinados. Por exemplo, nos três primeiros meses de vida o bebê repete ciclos: de mamada, cocô e sono. Então, não adianta tentar acostumá-lo com nenhuma rotina, é importante concentrar os esforços a partir do quinto mês para criar um ritual.
  2. A criança dorme a noite inteira se não tirar nenhuma soneca durante o dia. Um recém-nascido pode dormir de 16 a 19 horas por dia. Com o passar dos meses o sono vai se concentrando a noite e diminuindo durante o dia. Por volta dos 6 meses o bebê dorme cerca de 12 horas por dia, concentrando a maior parte do sono a noite e tirando de 2 a 3 sonecas. As sonecas duram até os 3 ou 4 anos de idade, mas pode variar de uma criança para outra.
  3. Não tem problema pegar no sono vendo a TV. Dormir na frente da televisão (e outras telas, como computador ou celular) não apresenta nenhum tipo de benefício, pelo contrário, a criança acaba ficando mais excitada após assistir algum desenho ou filme, o que dificulta o relaxamento necessário e compromete o sono. A recomendação é evitar telas uma hora antes de ir para a cama.
  4. Terror noturno é o mesmo que pesadelo – O terror noturno é um transtorno em que geralmente, a criança se senta na cama no meio da noite, grita, chora, pronuncia frases sem nexo, e os batimentos cardíacos e a respiração aceleram. Durante o episódio, a criança não está consciente e não se lembra de nada ao acordar. O ideal é que os pais não despertem o filho, apenas tentem acalmá-lo. De acordo com uma estatística do Instituto Brasileiro do Sono, somente 3% das crianças apresentam o quadro, sendo mais frequente entre 5 e 7 anos.
  5. Cansar a criança durante o dia fará com que ela durma melhor a noite. Não necessariamente isso acontece. Pode acontecer da criança ficar muito animada devido ao número de atividades, que ela tenha dificuldades para relaxar a noite. O que também pode acontecer é, ela dormir cedo e acordar no meio da noite.
  6. É preciso silêncio total enquanto o bebê dorme. O suficiente é que o ambiente esteja calmo, como encostar a porta do quarto do bebê e os pais ficarem na sala conversando ou vendo televisão.
  7. Bebê não sonha! Em adultos, os sonhos ocorrem no chamado Sono REM, caracterizado por movimentos rápidos dos olhos. Como o sono das crianças contempla esse estágio desde o nascimento, acredita-se que elas também sonhem. O conteúdo estaria de acordo com informações que captam do ambiente. Ou seja, inicialmente, o bebê sonharia com cores, depois, com rostos dos familiares, e assim por diante.

VERDADES:

  1. Não é bom dormir com a barriga cheia! Não é aconselhável colocar a criança para dormir após mamar muito ou comer alimentos sólidos. Segundo o pediatra, Felipe Lora, o peso da comida pode causar mal-estar, além de haver o risco do bebê regurgitar o leite e aspirá-lo. O ideal é oferecer o jantar por volta de 2 horas antes de deitar. A criança pode tomar leite antes de dormir, mas sem exagerar no volume. Importante reforçar que, quando o bebê arrota, diminui o risco de regurgitar durante o sono. Pelo mesmo motivo, ele deve mamar com a cabeça elevada em relação ao corpo (com uma inclinação de 30 a 45 graus), e não todo deitado.
  2. É preciso de rotina para dormir bem. É importante para a criança ter uma rotina estabelecida ara dormir bem a noite. Em um estudo feito nos EUA com 405 famílias, com filhos de 7 meses a 3 anos, foi visto que pelo simples fato da criança ir para cama toda noite no mesmo horário, já acontece uma melhora na continuidade do sono. Porém, essa regularidade só é possível a partir do 5º mês do bebê, pois é quando ele começa a produzir Melatonina, hormônio do sono.
  3. Cochilar na cadeirinha do carro não é problema contanto que seja apenas para um breve cochilo. Para dormir a noite é importante que seja no berço com o colchão adequado. Fique atento! Uma pesquisa do Children’s Hospital Medical Center (EUA) alerta para uma ameaça preocupante: o uso incorreto da cadeirinha automotiva, fora do carro, é responsável por mortes infantis por asfixia, pois a criança pode se enrolar no cinto. Por isso, mantenha a vigilância constante.
  4. Chá de camomila ajuda a calmar, assim como outros chás fitoterápicos (erva-doce e jasmim, por exemplo). O de camomila tem a capacidade ajudar o organismo a relaxar. E o melhor é que a planta é rica em substâncias benéficas, como efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, além de poder ajudar a diminuir a ansiedade. O chá pode ser oferecido em temperatura morna, desde o 6º mês.
  5. Um bebê acostumado a adormecer no colo, depois terá dificuldades de dormir sozinho no berço. Quando os pais embalam o bebê no colo, estão ensinando que é dessa forme que se adormece e ele assimilará essa informação. Ao acordar no meio da noite, é possível que ele chore assustado por não reconhecer onde está. O ideal, é que desde o início, os pais deixem o bebê pegar no sono já no berço.
  6. Uma boa ajuda a pegar no sono envolvem as músicas. Assim como canções suaves, se forem reproduzidas em volume baixo podem ajudar o bebê a relaxar, porém, assim que a criança dormir, elas devem ser desligadas.
  7. Criança pode ter insônia! O problema é mais incomum em crianças como é em adultos e, normalmente, a origem é comportamental. Segundo o pediatra Gustavo Moreira, quando a criança começa a fazer birra para deitar, chorar, diz que está com fome e outras coisas, ela está tentando adiar a hora de dormir. Também foi visto em estudos recentes, associação entre insônia e transtornos de saúde mental, como depressão, ansiedade e TDAH.
  8. É comum o recém-nascido trocar o dia pela noite. Essa confusão é comum principalmente quando ele não sabe a diferença do dia pela noite. A partir dos 6 meses, o sono já deve estar em sua maior parte no período noturno. Importante manter a rotina do bebê para evitar que a troca do dia pela noite aconteça.
  9. ATENÇÃO: cafeína tira o sono! A cafeína é estimulante e deve ser evitado na dieta das crianças. O café só deve ser ofertado a partir dos 2 anos, e de preferência, misturado com leite. A cafeína também está presente nos chás preto e mate, em refrigerantes a base de cola, além de chocolates. Se não conseguir fugir desses alimentos, só os ofereça na parte da tarde, nunca a noite.
  10. Criança que não dorme o suficiente fica agitada. Os adultos costumam se sentir cansados, mas as crianças tendem a ficar mais agitadas se não dormirem direito. Não deixe seu filho ir para cama muito tarde, pois a falta de sono pode levar a alterações de memória e de comportamento.
  11. Criança pode ter sonambulismo. Andar pela casa enquanto dorme, pode ser bem comum e essa característica pode ser hereditária. Quando um dos pais é sonâmbulo, a criança tem 47% de chances de apresentar o sonambulismo, se ambos os pais apresentam essa característica, essas chances aumentam para 61%. Agora, se nenhum dos dois pais levantam durante o sono, a ocorrência da criança apresentar tal fator, cai para 22%. Normalmente, os episódios vão se tornando menos frequentes ao passar dos anos, conforme o sistema nervoso vai amadurecendo.
  12. É preciso diminuir a ingestão de líquidos antes de dormir durante o desfralde: assim se diminui o xixi a noite. Converse com o pediatra para decidir como proceder melhor com as mamadas. E não se esqueça de levar seu filho ao banheiro antes de deitar.
  13. Não dormir o suficiente traz dificuldades na escola! O desempenho escolar pode ser prejudicado pelas noites mal dormidas. A privação de sono pode afetar a memória em atividades escolares. Ao mesmo tempo é importante manter a rotina de sono da criança, sem deixá-la acordada até tarde.
  14. Luz acessa atrapalha o sono. A luminosidade inibe a secreção de melatonina, o hormônio do sono, o que atrapalha o descanso profundo. E é durante o sono profundo que o hormônio do crescimento (GH) é liberado, sendo assim, essa fabricação também acaba sendo prejudicada. Se seu filho tem medo do escuro, use uma lâmpada de parede azul, que é o único tipo de luz que causa sonolência.
  15. Não é necessário acordar um bebê que dorme a noite toda, após o 1º mês. Durante este período, não é recomendável que o bebê fique mais de 6 horas sem se alimentar, por isso ele deve ser acordado se estiver dormindo muito. Passado esse período, se o bebê estiver dormindo, não é preciso despertá-lo. Apenas se certifique que ele esteja ganhando peso corretamente.

#bebê #dormindo #noite #acordar #acordar #filho #sono #melatonina #criança #insônia #filhos #verdades #mito

Publicado em Deixe um comentário

8 LIVROS QUE AJUDAM NA CHEGADA DO IRMÃO

Calma Mamãe! A chegada de um(a) irmãozinho(a) com toda a certeza pode trazer muita insegurança e dúvidas, é verdade! É importante que o amor entre irmãos seja cultivado desde a gestação! Para ajudar a família, separamos alguns livros que ajudam a tornar esse momento leve e amoroso, como deve ser!

1- Um bebê vem ai: Com sensibilidade e humor, o livro descreve as perguntas que vem na cabecinha de uma criança na chegada de um novo bebê em casa. O menininho enxerga, cheio de empolgação, vários futuros possíveis para seu novo irmãozinho ou irmãzinha.

2- Meu irmãozinho chegou! E agora?: A história foi pensada a partir de atendimentos realizados na clínica, em que a chegada de um novo bebê gerava mudanças no irmão (ã) mais velho. O livro nos conta a história de Carlinhos, com a ideia de estimular a identificação nos aspectos emocionais e comportamentais. Nele você encontra exercícios para realizar com a criança para ajudar na mudança da chegada do novo bebê.

3- A irmã do Gildo: O livro conta as mudanças na vida de Gildo quando recebe sua irmã Laurinha. A chegada da nova irmãzinha é um processo com muitas emoções e aprendizados.

4- Tem gente nova no pedaço: O livro mostra de maneira divertida a vida de uma menina mudando quando sua nova irmãzinha chega em casa e ganha toda a atenção da família.

5- Mas e eu? : Nessa história divertida, acompanhamos o pequeno Breno e a chegada de sua irmãzinha recém-nascida. Agora como irmão mais velho, ele elabora um plano para conseguir chamar a atenção de seus pais.

6- Nós agora somos quatro: A rotina da casa muda completamente com a chegada do novo pequenino. Com ilustrações delicadas, o livro mostra para adultos e crianças as alegrias e o amor que um novo bebê traz.

7- Eu adoro meu irmãozinho: Caroline Crocodilo ganha um lindo irmãozinho, mas começa a colocar mil defeitos nele. Ela decide trocá-lo em uma loja de bebês. O tema central do livro é o ciúme pelo novo irmãozinho. Leitura divertida e inspiradora.

8- Neném outra vez!: Com uma história divertia e envolvente, o livro aborda questões profundas com as crianças, como o poder da vontade, o amor próprio e a aceitação de mudanças na vida.

Não esqueça que o momento da leitura de ser uma atividade prazerosa! Então é muito legal incluir familiares e amigos próximos! Assim, a criança vai ouvir de pessoas diferentes o quão especial é ter um irmão. Vale mãe, pai, dinda, dindo, vovó , vovô , primos!!! E, lembre-se , vai dar tudo certo, afinal o amor se multiplica!

Publicado em Deixe um comentário

Quarto do bebê, qual é o seu estilo?

Assim que cai a ficha da gravidez, acho que a primeira coisa que as mamães começam a idealizar é o quartinho do bebê, mas com tantas referências fofas por ai, fica difícil definir qual realmente é o nosso estilo.

Moderno: Cores nos mobiliários, mix de estampas, almofadas engraçadas, luminárias diferentes e estilosas são as características marcantes desse estilo! Atualmente quarto de bebê não é sinônimo de cores pastéis e monotonia, tudo é possível!

Quarto de bebê: Moderno

Clean: Ideal para quem prefere a calmaria do branco e tons clarinhos para trazer mais tranquilidade para este momento! Os móveis costumam ter linhas mais retas e sem muitos detalhes. As cores quando aparecem, são suaves e acontecem mais nos adornos e roupa de cama.

Quarto de bebê: Clean

Clássico: Este estilo é atemporal, cheio de elegância e romantismo.  Cores neutras, mobiliário com detalhes mais rebuscados, berços de captonê ou palhinha, luminárias mais tradicionais, papel de parede com padronagem de listras, poá , floral e xadrez.

Quarto de bebê: Clean

Rústico: Apesar de ter cores claras e neutras, o estilo rústico tem uma característica mais marcante, quando usado de forma pontual fica um charme! Muito comum utilizar materiais mais brutos como a madeira sem tratamento, ferro, aço e palha.

Quarto de bebê: Rústico

Ainda não conseguiu definir o que gosta mais? Não se preocupe, veja o que mais te agrada em cada um desses estilos e crie o seu próprio, misturando detalhes de cada um deles!!

Nesse quartinho a estampa do papel de parede e do trocador é mais tradicional, já a do tapete é moderna, a mistura dessas estampas e as cores nos móveis deixam o ambiente mais moderno e descontraído!